3 Tipos De Vagina: Descubra Qual é a Sua?

Você que é mulher possivelmente já se questionou sobre os tipos de vagina existentes, quais os tamanhos e formatos e se essas particularidades implicam na estética, prazer e interesse pelo companheiro. A questão é que muitas mulheres se preocupam com a aparência dos lábios vaginais, se há flacidez e perda de elasticidade e de que forma pode-se modificar a aparência da vulva como um todo.

Importante destacar que muitas mulheres se sentem frustradas em relação à sua intimidade e devido a desinformação e ficam apreensivas quanto a sua estética íntima Mas preste atenção: o autoconhecimento é o melhor meio de conquistar mais autoconfiança e se garantir em qualquer situação. A sexualidade é influenciada por essas “paranoias” e  medos. Mas tudo quando se é compreendido e trabalhado de forma amorosa, permite maior conhecimento do próprio corpo, nossa relação com o outro e, consequentemente, irá ajudar na intimidade do casal.

Veja agora todos os tipos de vagina e procure qual é o seu tipo, para então começar se observar e se amar.

como vou saber qual o meu tipo de vagina

Não se preocupe, pois ainda é comum muitas de nós não se conhecerem, nem se tocarem. Essa percepção da sua intimidade é muito importante e faz parte de um processo de autoconhecimento e desbloqueio de amarras na relação consigo mesma e com a sua sexualidade.

Leia mais: CASAL ENSINA COMO MELHORAR O RELACIONAMENTO ATRAVÉS DA MASSAGEM TÂNTRICA.

Para dar um exemplo, ainda existe confusão entre a vagina e a vulva, por isso vou demonstrar de forma bem explicativa agora cada uma delas:

Conhecendo a anatomia da vulva.

A vulva é formada pelos pequenos e grandes lábios, ela é a união da parte externa e interna da genitália feminina, e é formada pelas seguintes estruturas:

  • Grandes lábios: está delimitada desde o púbis até o períneo e é composta pelas dobras maiores que ficam na parte externa da vulva.
  • Pequenos lábios: é composto por duas dobras mais finas são altamente vascularizadas e formada por mucosa.
  • Púbis ou monte de Vênus: está localizada entre o clitóris e o abdômen, sendo a região mais protuberante e exposta da vulva.
  • Clitóris: está localizado na parte interior da vulva e tem o corpo semelhante ao pênis, pois possui mais de 8.000 terminações nervosas. Em sua maioria os nervos estão localizados na parte interna da glande do clitóris. Essa quantidade de nervos é praticamente o dobro da quantidade existente na glande do pênis.
  • Períneo: sua localização exata inicia na parte inferior da vulva e vai até o ânus.
  • Vestíbulo vulvar: é a localização entre os pequenos lábios da vulva. Estão onde se localizam os orifícios da vagina e da uretra.
  • Meato uretral: é por onde se dá a saída da urina, está entre a vagina e o clitóris.
  • Introito vaginal: é a região que fica coberta pelo hímen e está na parte inferior do vestíbulo.
formatos diferentes de vaginas

O que é a Vagina?

A vagina consiste em uma cavidade muscular membranosa, dividida em duas paredes, sendo a parte superior interligada com o colo do útero, onde ela envolve essa parte da vagina. Já a parte inferior está localizada abaixo da região urogenital, a qual irá se abrir para o introito vaginal.

Nessa região é onde existe o hímen e por onde é recebido o pênis durante a relação sexual. Sua extensão mede aproximadamente 10 centímetros de comprimento e é a vagina que faz a interligação entre a vulva e o útero.

Aprenda mais: VÍDEO ENSINA COMO DEIXAR ELE LOUCO DE DESEJO POR VOCÊ.

Tem a função de dar passagem ao curso menstrual, além de recepcionar o pênis durante a relação sexual e é por onde ocorre a finalização do parto natural, o que lhe confere grande elasticidade nessa região para cumprimento dessa função.

Agora que você conheceu as diferenças entre vulva e vagina e o entendimento sobre seu organismo estão mais elucidados, passaremos para o passo seguinte.

Vamos adentrar agora nas particularidades que cada tipo de vagina compreende. Identificando formatos e as respostas que cada corpo dá conforme o desenho individual de cada vagina.

E afinal, quais são os Tipos de Vagina?

Vagina tipo tocha olímpica e tipo coração

Você irá perceber que sua vagina não é tão diferente das outras e que após esse artigo você aumentará seu conhecimento acerca do órgão sexual feminino, que muitas vezes, ainda hoje é tratado como um tabu.

1. Vagina estilo Borboleta:

Este tipo de vagina é denominado assim, pois lembra o formato de asas de borboleta. Sua principal característica é que os pequenos lábios ficam para fora, mais aparentes.

2. Vagina estilo Coração:

Esse tipo de vagina é quando os grandes lábios ficam por cima dos pequenos lábios e do clitóris, encobrindo-os.

3. Vagina tipo tocha olímpica:

Esse tipo de vagina é denominado dessa forma quando o clitóris é mais comprido, ficando visível para fora da vulva. 

Praticamente os tipos de vagina são esses três elencados acima e você pode estar se perguntando se é possível fazer correções cirúrgicas. Vamos te mostrar agora como é possível intervir por meio de pequenas cirurgias e solucionar algo que possa estar te incomodando. Ao mesmo tempo em que a segurança com o próprio corpo aumenta, diretamente ocorre maior autoconfiança e o prazer na vida sexual é algo inerente a essa nova postura diante de si próprio e do outro.

Leia mais:6 RAZÕES CIENTÍFICAS PARA SE FAZER SEXO TODOS OS DIAS.

Entendendo a Ninfoplastia ou labioplastia (cirurgia íntima)

Em sua grande maioria, os casos de assimetria ou flacidez localizada nos grandes ou pequenos lábios da vulva, podem ser resolvidos com a intervenção de uma pequena cirurgia. Como já foi dito, o foco é proporcionar o resgate da autoestima e o prazer da mulher em se tocar ou sentir prazer na relação sexual.

Devemos esclarecer que o tamanho dos lábios vaginais é diferente em cada mulher, e isso não é uma anomalia. Porém há mulheres que se sentem incomodadas com o volume dos pequenos e grandes lábios da vulva. Existe a possibilidade desse volume ser alterado devido modificações hormonais ou devido à genética.

Uma das reclamações mais recorrentes de quem tem os lábios vaginais desproporcionais é a higienização e também a ocorrência de dor durante a relação sexual, por existir uma “sobra” de pele na região a recepção do pênis se torna dolorosa durante o coito.

Mas afinal o que é a Ninfoplastia ou labioplastia?

Esta cirurgia consiste em fazer a remoção dos excessos de pele encontrados nos pequenos lábios. O processo é feito com a utilização de anestesia local e, o tempo estimado para que seja feita essa intervenção, é de em média 01 hora. Sendo assim, a paciente é liberada no mesmo dia.

Mas não é porque a cirurgia é de pequeno porte que se pode voltar à rotina normalmente. Existem orientações como: suspender as atividades físicas por mais ou menos 01 semana e as práticas sexuais devem ser evitadas pelo período de 01 mês. A Labioplastia possibilita resultados satisfatórios e uma estética agradável para a região da genitália feminina.

Outra maneira de trabalhar a musculatura da vulva e fortalecer a região como um todo é através de uma técnica milenar chamada pompoarismo.

LEIA MAIS: Pompoarismo: O que é e algumas Dicas para Fazer em Casa!

Essa prática é milenar, tem derivação no tantra e é um potente auxiliador no fortalecimento da vulva e do assoalho pélvico. O pompoarismo consiste na contração e relaxamento dos músculos circunvaginais por meio de exercícios com ou sem auxílio de instrumentos de ginástica íntima ou pesinhos (que podem ser de 20 a 70 gramas). Eles são inseridos em diversas profundidades do canal vaginal. Essa técnica é indicada por ginecologistas, pois trabalha a musculatura de toda a vulva. Ela consiste em movimentos de sucção e expulsão dos pesinhos ou bolinhas.

Aplicar a técnica da ginástica íntima, durante o ato sexual traz satisfação para ambos, pois com o movimento de sucção é possível prender o pênis da cavidade de forma pulsante e em seguida expulsá-lo, dando total controle à mulher durante o coito sexual.

VEJA TAMBÉM: Os 5 principais Benefícios do Pompoarismo

o pompoarismo ajuda no formato da vagina

A ginástica íntima ou pompoarismo é indicada para todos os tipos de vagina e traz benefícios que ultrapassam o prazer sexual, pois ela também funciona como agente de prevenção a queda de bexiga, incontinência urinária e é um auxiliador para o parto normal, pois também trabalha a região do assoalho pélvico.

Não deixe de compartilhar essas importantes informações em suas redes sociais.

Artigo escrito por: Blog das Dicas.

Assista também ao vídeo:

Vídeo Relacionado: Como Acabar Com As Cólicas Menstruais